Maca peruana: Benefícios

Maca peruana e seus benefícios
maca peruana

Maca é antes de tudo uma excelente fonte de energia. É ainda considerado um superalimento, graças à sua riqueza em nutrientes e princípios ativos benéficos.

Sua incrível composição confere ao rizoma, propriedades tonificantes que, como o  ginseng siberiano e o guaraná,  aumentam o desempenho físico e mental. É o alimento ideal em caso de fadiga física, fraqueza, estresse, esgotamento psicológico e durante os períodos de convalescença.

Seus ingredientes ativos irão apoiar e impulsionar o corpo. Ajuda a manter a resistência do organismo, assim como a vitalidade e resistência. Também apoiará o desempenho físico e intelectual. Verdadeiro afrodisíaco natural, será um aliado precioso da fertilidade e da libido. Por fim, apoiará a saúde e a resistência óssea das mulheres durante a menopausa.

Em nutrientes, encontramos em particular vitaminas (B1, B2, B12, C, D3, E e P), minerais (cálcio, magnésio, ferro, potássio, fósforo, enxofre, cobre, zinco, manganês, iodo ou selênio), bem como carboidratos , proteínas e ácidos graxos essenciais.

Sua concentração de proteínas, aminoácidos essenciais, carboidratos complexos, vitaminas e minerais, o torna um produto que estimula a circulação sanguínea.

A maca peruana é um excelente complemento alimentar, que permite sobretudo combater a anemia.

É um alimento perfeito para atletas pela sua ação anabólica, melhorando a performace, resistência ao esforço, aumentando o ganho muscular e promovendo a recuperação.

Pelos mesmos motivos, é um alimento ideal para idosos, proporcionando maior vitalidade e vigor, bem como uma remineralização do corpo, sempre graças à sua ação anabólica.

Na medicina tradicional, a maca peruana é recomendada para:

  • Distúrbios sexuais;
  • Fertilidade;
  • Impulsionar o sistema imunológico;
  • Distúrbios do sono;
  • Anemia;
  • Melhora da concentração e memória;
  • Estimular o sistema imunológico;
  • Aliviar os sintomas da menopausa: ondas de calor, dores de cabeça, irritabilidade, fadiga, etc;
  • Dor nas articulações;
  • Depressões leves.